everardo coelho/guia do idiota globalizado

mundo pós-moderno



Esta moda está pegando

     crianças da África e trazendo para a civilização

 

Angelina Jolie e Brad Pitt já aderiram. Madonna também. Britney Spears anunciou que é a próxima. Michael Jackson seguramente também vai querer. E você, vai ficar fora dessa? Adoção de crianças: vamos todos resolver o problema da África. Ou pelo menos vamos sair em fotos bem bacanas.



Escrito por Everardo Coelho às 12h10
[   ] [ envie esta mensagem ] [ ]




Escritor confessa envolvimento com perímetro sintático

Não quer mais mexer em instâncias léxicas

“Não sou um sujeito com grande pulsação filológica, de querer mexer demais em instâncias léxicas. Quem sabe eu esteja mais envolvido com o perímetro sintático.” Quando comecei a ler a entrevista do escritor João Gilberto Noll à revista ENTRELIVROS nº 18, achei que o que ele dizia ali era de brincadeira, de gozação. Depois vi que não era.

Noll seguiu com “arco luminoso do além”, “cápsula do eu com os dias contados”, “instantes lúdicos e fantasmáticos da infância”, “imagens meio escondidas, abandonadas na saturação utilitária”, “É mais uma dança, uma coreografia do desejo em meio ao perigo dos sumidouros dos expatriados”, “Falo da estética enquanto vacina”, “Aquela coisa de eu ficar lá no fundo do quintal”, etc. E olha que ele respondeu às perguntas por e-mail. Quer dizer, não é linguagem oral: não há como justificar o excesso das expressões empoladas como fruto do descuido, da descontração. É linguagem deliberada. Por isso levei um susto.

 

Ainda que a abertura da matéria tivesse alertado para as “frases sinuosas” do entrevistado, eu não estava preparado. Impossível não me lembrar das piadas com Gilberto Gil e Carlinhos Brown nos programas de humor. Fiquei besta com minha desinformação. Essa maneira de falar deixou de ser a das caricaturas de artista papo-cabeça na televisão para virar estilo “radical” de grande escritor?

 

O que mais me confundiu foi ver que o entrevistador, o prestigiado editor e escritor Michel Laub, não mostrou indecisão: “Como sempre, são textos que ‘olham no olho da insuficiência’ – aquilo que esse autor fundamental nunca deixará de fazer.” Olham no olho da insuficiência? Autor fundamental?

 

Acho que vou começar tudo de novo. Alguém pode me trazer aí A pata da gazela?



Escrito por Everardo Coelho às 12h08
[   ] [ envie esta mensagem ] [ ]


[ página principal ] [ ver mensagens anteriores ]


 



Meu perfil
BRASIL, Homem, USO ÓCULOS: VEJO TUDO DISTORCIDO.
Histórico
Categorias
  Todas as Categorias
  Professor Expliconildo
  Instantâneo da hora
  mundo pós-moderno
  glóbulo vermelho/glóbulo rojo
Outros sites
  Onde comprar o Guia
  Onde comprar o Guia
  Tapa de la Guía en español
  Capa do Guia em português
  Anistia Internacional / Amnistía Internacional
  Natureza
  Trabalho infantil
  Violência contra a mulher
  Transparência Brasil
  Médicos sem fronteiras
  Alcoolismo
  Kurupi
  UOL - O melhor conteúdo
  Jakembo Editores
  el yacaré
Votação
  Dê uma nota para meu blog